ARTIGOS

A invisibilidade social da mulher negra

por Laiela Santos

Quando falamos de invisibilidade social, um leque de conceitos e didáticas podem ser elencados.

Um deles é a solidão da mulher negra.

É uma solidão que não atinge apenas relacionamentos sexuais e amorosos. Essa invisibilidade atinge, desde a infância, todos os circuitos afetivos.

Mulheres negras são inferiorizadas na entrevista de emprego, na fila do hospital quando preteridas em relação às mulheres brancas, nos relacionamentos quando abandonas por seus parceiros. Nesses casos, sofrem para cuidar sozinhas de seus filhos, se tornando mulheres exaustas e sobrecarregadas.

Ser uma mulher negra num país racista e machista é ter que reconstruir a autoestima dia-a-dia. Não estamos representadas nos meios de comunicação de massa. Somos hiperssexualizadas no Carnaval e fora dele. Somos maioria nos índices de feminicídio, violência sexual, obstétrica e doméstica. Ganhamos menos que todos e todas. Fora isso, que não é pouco, no dia das mulheres, geralmente não ganhamos sequer uma rosa.

Mulheres negras representam 25% da população brasileira. Mesmo assim, somos minoria nas universidades. E, se hoje somos minoria nas universidades, amanhã seremos minoria no índice de gente com emprego e de gente em postos de comando na sociedade civil. Por essas razões que vocês veem nós, mulheres negras, como protagonistas de cargos precários e inferiores, nos serviços de limpeza e de conservação.

A luta pelo fim do racismo passa inevitavelmente pela educação. Inserir negros e negras na sociedade (escolas, faculdades, teatro e nos meios de comunicação de massa) é vital para que a população conheça a história do povo negro, sua luta, suas mazelas e as razões de tanta desigualdade.

Sou uma mulher negra e minha invisibilidade é vista por mim todos os dias.

LAIELA SANTOS é escritora e militante do Movimento Feminista Negro

Categorias:ARTIGOS

Marcado como:

3 respostas »

  1. Que coisa extraordinária!!!

    Ler esse texto nos faz refletir ainda mais sobre o papel da MULHER PRETA na sociedade brasileira…
    Parabéns Laiela por trazer esta reflexão tão atual…
    Quanto orgulho de ver a mulher que se tornou!!!

    Curtir

  2. Conheço bem a luta das mulheres negras sou filho e irmão de mulheres negras, lamentável o racismo invisível e cruel postos por pessoa que acham que detém o poder, infelizmente algumas pessoas brancas com um pequeno capital já acha que é superior e empregam grandes ódio e crueldade as mulheres negras.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.